Arquivo | Cuidados RSS feed for this section

Retrô Hair

6 jun

Finalmente consegui ir ao Retrô, e de quebra já conheci o novo salão – eles desceram um pouco mais a Augusta (ah, adorada Augusta!) e estão agora no número 902.
Gente,  podem ter certeza de que vocês nunca foram a um salão mais charmoso do que esse – se você não conhece nem nunca ouviu falar do Retrô, como o próprio nome diz, ele é todo inspirado nas décadas mais charmosas do passado – puxando mais pros anos 50 e 60. Não conheci o salão antigo, mas o novo é lindíssimo! Não acredita? Veja com seus próprios olhos:

Imagem: Retro Hair Facebook

O cantinho pra se servir – vai um café, uma água, ou uma breja?

Um dos “detalhes” da decoração Retrô 😉

Já a algum tempo eu estava procurando um lugar bacana pra mudar o corte, que me desse algumas idéias e tal. Conheci o Retrô lendo nos blogs e só vi elogios. Pra quem usa o Foursquare, só tem quem fale bem! E lá tá cheio de dicas sobre os profissionais, pra quem não conhece e já quer ir com alguém recomendado. Eu fui a cegas e tentar a sorte, porque lendo as opiniões, eu tinha a impressão de que estaria em boas mãos de qualquer jeito.

Quem me atendeu foi um moço super simpático cujo nome não lembro =(, pra lavar o cabelo e preparar para o corte. Quem cortou foi o Michel. Aconteceu um fato inédito na minha vida capilar: eu pedi para ele cortar 4 dedos e pasmem, ele cortou realmente 4 dedos, nem mais nem menos! D:

Eu já tinha uma idéia na cabeça e expliquei ao Michel, que atendeu prontamente. Não era nada complexo, porque eu não queria uma mudança radical, só um corte para ganhar mais movimento, porque meu cabelo estava bem sem graça, retão e super comprido. Eu sugeri franja, e aí o Michel me mostrou que daria um certo trabalho mantê-la no lugar, porque tenho pouco cabelo. E eu evito fadiga com cabelo, o máximo que posso. Minha idéia era fazer uma franja mais longa, mas como meu cabelo sempre foi dividido ao meio, ficaria rebelde, então o Michel cortou o cabelo primeiro e depois a franja. Fizemos uma franja lateral, mais fácil de acomodar.

Depois da escova, meu cabelo ficou outra coisa, realmente! Ter franja demanda mais cuidado, principalmente para mantê-la no lugar e bonita, mas nada que uma escova ou um “bobão”não resolva. Só não coloco foto de antes e depois porque pra ver as camadas bem, precisa de uma escova e agora são duas da manhã. 😛

Gostei bastante das dicas do Michel – ele fez questão de explicar que meu cabelo estava elástico e recomendou a cauterização a frio. Também me explicou muita coisa sobre química nos cabelos e os cuidados que se deve ter.

O bacana do Retrô, além do local ser absolutamente charmoso, é o atendimento diferenciado dos profissionais – nada como ser bem atendido por quem entende do assunto. Eu com certeza voltarei mais vezes, seja pra fazer a cauterização ou pra cortar, e recomendo também para quem não conhece.

Ah! Outra coisa super legal do Retrô é o agendamento online – eles têm um perfil no FB, a Norminha Retrô, com quem você pode conversar para agendar. Na página deles (https://www.facebook.com/retrohairbrasil?ref=ts) você pré-agenda seu horário na planilha do Google Docs e depois aguarda a confirmação da Norminha (você deve adicioná-la para isso). Mas eu ainda acho mais seguro ligar lá diretamente e conversar com uma das atendentes, principalmente nessa nova fase do Retrô.

Alguém aí já cortou no Retrô? Gostaram do profissional? Deixem suas opiniões!

Quer conhecer o Retrô também? Ele fica na Rua Augusta, 902, na Consolação. Tem estacionamento ao lado, e se você for de metrô, o mais próximo da Augusta é o Consolação, mas é uma boa caminhada Augusta abaixo (uns 15 minutos), ou só pegar um ônibus que desça. O telefone de lá é (11) 3151-5820.

Maiores informações em http://www.retrohair.com.br

Cruelty Free

3 jan

Em muitos posts, costumo falar de marcas que são cruelty free com a maior felicidade. Como diz o nome, produtos cruelty free são de marcas que, basicamente, não realizam testes em animais de seus produtos.

Assim como o veganismo alimentar, acho importante a consciência do impacto que causamos ao consumir determinados produtos, mas não acho legal impor nada a ninguém. Acho válido todos os meios de conscientização e informação, mas não podemos escolher por ninguém. Dou preferência aos produtos cruelty free, afinal se é pra consumir, por que não com consciência? Por que não evitar que animais sofram por produtos de beleza, se existem alternativas? A maioria dos produtos veganos, sejam cosméticos ou pincéis, geralmente não tem diferença de preço, pelo contrário, encontro muitos produtos mais baratos que a média do mercado.

Infelizmente, o mundo vegan é visto de forma muito anarquista e negativa pelo seu ativismo por muitos ainda, mas a fama procede: não dá pra ser radical se queremos conscientizar. Não adianta mostrar vídeos e fotos de crueldade, que com certeza impressionam, mas não é assim que a gente muda as coisas. Eu pelo menos detesto quando tentam me chocar à força. O melhor é ser informativo e fazer com que as pessoas busquem informações e conhecimento. Por isso, não vou aqui impor a ninguém aqui que marca usar ou dar preferência, e sim informar sobre um assunto que pode mudar de rumo com você. Sempre que faço a resenha de algum produto, faço questão de frisar a importância de ser cruelty free. Se você nunca se perguntou qual é a importância disso, chegou a hora.

Um dos primeiros blogs que conheci e virei fã quando comecei a ler mais sobre make up na web, foi o blog Cruelty Free Make Up. O blog fala apenas de produtos veganos e rotulados de cruelty free, assim podemos conhecer quais marcas testam ou não seus produtos em animais. Nem todas as marcas vêm com o rótulo de cruelty free em suas embalagens, então é sempre bom acompanhar novidades. Lá tem muitas dicas sobre produtos veganos e alternativas conscientes, como por exemplo, coletores menstruais. Você já conhece?

Marcas

O bom é saber que cada vez mais, as empresas se mostram preocupadas e conscientes. E por quê? Porque o mercado dita as regras, e se nós, que fazemos o mercado, começarmos a consumir com consciência, as empresas se adaptam.

Algumas marcas brasileiras que não testam seus produtos em animais: Água de Cheiro, Amend, Anaconda, Bio Extratus, Contém 1g, Davene, Sun Block, Éh Cosméticos, Ecologie, Embelleze, Farmaervas, Tracta, Granado, Impala, L’aqua di Fiori, Leite de Rosas, Mahogany, Max Love, Elke, Giovanna Baby, Phytoervas, Nazca, Ox, O Boticário, Racco, Shizen, Sensória, Valmari, Vita-a, Vita Derm, Yamá, Weleda. São alguns exemplos de empresas brasileiras que já estão nessa tendência.

Veja a lista completa aqui.

Marcas internacionais cruelty free: Chanel, Clinique, Estée Lauder, Herbalife, L’anza, Lush, M.A.C., Payot, Revlon, The Body Shop, Victoria Secrets, NYX, Urban Decay. No site da PETA, você pode consultar outras marcas.

PS: é bom sempre dar uma conferida na lista atual, porque algumas empresas estão entrando e saindo da lista “negra” da PETA, então se você quiser consumir uma marca vegan, vale a pena conferir lá no site antes. Eles têm listas completas de marcas que testam e que não testam em animais.

A Urban Decay é uma das grandes empresas defensoras do veganismo. A empresa americana já está no mercado há 15 anos, e já ganhou diversos prêmios, inclusive da PETA, por seu esforço e filosofia. Infelizmente a empresa não entrega diretamente produtos aqui no Brasil, então não é exatamente fácil de encontrar por aqui. Seus best-sellers são o famoso primer de sombra, o Primer Potion e a palette de sombras Naked (que acabou de ganhar a versão 2.0). Ainda não tenho nada da UD porque acho a marca bem cara comparada a outras similares, mas dá pra notar o cuidado que a marca tem com seus produtos, daí vale a pena testar os produtos.

As incríveis palettes da Urban Decay

Produto NYX mostrando o selo no rótulo. 🙂

Algumas empresas que realizam testes em animais: Colgate-Palmolive, Gessy Lever / Unilever, Johnson & Johnson, Procter & Gamble, Cover Girl, L’Oréal (e suas marcas Biotherm, Cacharel Perfumes, Garnier), Giorgio Armani, Helena Rubinstein, Kérastase, Kiehl’s, Lancôme, La Roche Posay, Matrix Essentials, Maybelline, Ombrelle, Plenitude, Ralph Lauren Perfumes, Redken, Soft Sheen, Studio Line, Vichy.

O que posso fazer pelo mundo?

Pra se manter antenado no que há de inovador no campo do consumo inteligente, tem que ir atrás mesmo! Afiliar-se a grupos também ajuda, como o Greenpeace, que é bem abrangente e sim, você vai ter um bombardeio de informações, mas é bem bacana pra quem se interessa. E claro, outros passos mais simples e presentes no dia-a-dia, como reciclagem, já é um começo. O importante é ter consciência do seu consumo, sempre!

Infelizmente ainda não dá pra sobreviver num mundo totalmente cruelty free, mas o jeito é acompanhar novidades. Da forma como o mundo evolui hoje em dia, tudo pode mudar num piscar de olhos. Resta saber se você vai acompanhar essas mudanças. 😉

Fiquem à vontade para deixarem outras dicas! 🙂

Bath & Body Works

8 ago

A Bath & Body Works é uma marca americana, pertencente ao mesmo grupo responsável pelos produtos da Victoria’s Secrets. Como o próprio nome denuncia, a marca é famosa pelos seus produtos como hidratantes, produtos para o cabelo, corpo e também para a casa, como velas e essências. Hoje em dia, só perde mesmo para a Victoria’s Secrets.

Na última viagem, meu irmão trouxe alguns sabonetes líquidos antibacterianos. Logo fui experimentando e comecei pelo de Cucumber & Melon = pepino e melão. Gente! Que perfume mais fresco! O melhor é que não são só suas mãos que ficam perfumadas, mas o ambiente inteiro! E com cheiro de VIDA!

As belezuras da Bath & Body Works

Além do Cucumber & Melon, como você pode ver acima, ele trouxe o Japanese Cherry Blossom, flor de cerejeira. Eu sou bem suspeita quando se trata desse aroma, porque sempre acho bom! É muito gostoso também, e menos doce que o de melão. O Twilight Woods, segundo a marca, é uma mistura de frutas e cipreste. Eu não consegui definir pelo olfato. Sabem né, essas criações criativas são muito complexas pro meu nariz. Mas é bom também.

Navegando pelo site, fiquei doida! São mais de 30 aromas diferentes, passando por um ‘Sparkling Mojito’ ao tradicional Baunilha.

Fica a dica, se você está planejando uma viagem ao States, de produtinhos bacanas e relativamente baratos. São ótimas dicas para presentear alguém também. Só tenham em mente que essas coisas pesam na mala e depois podem pesar no bolso se você tiver sobrepeso de bagagem!

Ah, se você não pretende viajar pra terra do tio Sam tão cedo (ou pra Canadá, onde você também encontra Bath & Body Works), encontrei um blog que revende os produtos da marca. O blog é o Bath & Body Works Brasil. Pra ninguém passar vontade.

Eudora

22 jul

Vocês já ouviram falar da marca Eudora?

Quando inaugurou no shopping Morumbi, passei perto, dei uma olhada mas não entrei por falta de tempo. Essa semana fiz uma visitinha pra conhecer mais da marca.

Loja Eudora

A Eudora faz parte do grupo O Boticário, e foi apresentada em fevereiro deste ano. A vendas começaram em março e eu já tinha visto algumas fotos de release em alguns blogues, mas esqueci que se tratava da mesma marca até visitar a loja.

As vendas são realizadas em três frentes: através de representantes (estilo Avon e Natura), e-commerce através do site e em lojas físicas, como a do shopping Morumbi. Novas lojas devem surgir até o final do ano. Os produtos são fabricados na Alemanha, Itália e EUA.

Existem 4 linhas de produtos, idéia a qual todo mundo que já viu um folhetim da Avon já está acostumado. São os ‘Momentos’: a linha mais casual se chama ‘Aflorá’, que conta com produtos para o corpo, como hidratantes, sabonetes, colônias a cremes bem específicos para o rosto.

Hidratantes, perfumes, sabonetes - cuidados para o corpo

Eudora Casual

A linha ‘Descolada’ me lembrou muito o segmento ‘Color Trends’ da Avon: são produtos com embalagens e conteúdo chamativos – com direito a batom azul e preto – cremes para o corpo batizados com nomes de drinks, e preços mais acessíveis. É dessa linha a coleção de batons ‘Soul’, que custam apenas R$ 10,50. Não resisti e levei um pra casa, mais pra frente faço uma resenha.

Eudora Descolada - batons, blush líquido, batom gloss, hidratantes, perfumes, sombras, duo lápis

Esse rímel transparante com aplicador colorido é lindinho, né? O delineador é em pó, o que permite também ser aplicado como sombra. Os lápis delineadores duo também têm uma ponta colorida que podem ser usado como sombra. Esse hidratante é uma coisa de louco: uma mistura de creme com mousse, a textura dele é incrível!

Há um batom+gloss, que por fora parece um batom, mas ele é bem cremoso e com a textura de um gloss, é mesmo um 2 em um. A gama de cores dos batons também é bacana, e com esse precinho fica mais legal ainda. Uma coisa importante de quando visitei a loja: a vendedora se prontificou a higienizar os batons caso eu quisesse testar nos lábios. É legal, mas como sou meio nojenta pra essas coisas, testei só na pele mesmo.

A linha de batons Eudora Soul, do momento Descolada

O momento ‘Poderosa’ é como se fosse um segmento premium da linha, diferença que já dá pra notar nas embalagens. Ainda assim, é bem competitivo: batons a R$ 24,50. Essa linha possui também pó compacto, rímel, delineador líquido, lápis para delinear lábios, gloss e trios de sombras. Esse demaquilante bifásico parece bem legal também.

Momento Poderosa

O momento ‘Entre Quatro Paredes’, que tem uma salinha meio escondida na loja (parece um provador na verdade), você já deve imaginar: são cremes de massagem a venda para olhos, ui!

Entre Quatro Paredes: gel íntimo, vela para massagem, liga, fita pra amarrar... pra homem também gostar da Eudora

É sempre bom uma concorrência no mercado, produtos de qualidade e opções pra nós, consumidoras, né? Tem tudo pra dar certo e expandir.

Pra saber mais da marca e consultar preços dos produtos, visite o site da Eudora. Lá você também pode se informar em como se tornar uma representante.

Resenha BB Cream Hot Pink Super + Skin79

18 jun

Ouvi muitos burburinhos acerca dos BB creams, que resolvi ir atrás. Primeiro, minha ignorância me fez acreditar que era uma marca, e aí quando fui ler a respeito, vi que havia um mundo de BB creams.

Então, o que é o BB Cream?

O Blemish Balm cream (ou Beblesh Balm, Blemish Base) inicialmente era um creme  hidratante produzido pelos alemães para auxiliar no pós operatório de cirurgias a laser em pacientes com doenças da pele, contribuindo para a regeneração. Ele alivia a pele e tira o vermelhidão e ressecamento em casos de peeling, por exemplo.

Logo ficou popular na Ásia, com uma infinidade de marcas e tipos, mas geralmente são utilizados como uma espécie de primer ou mesmo base. Como alguns possuem alto FPS, também substituem esse tipo de creme. Assim, é uma forma de economizar com tantos produtos: há bb creams que possuem função clareadora, protetor solar, minimizador de poros, base, hidratante… praticamente um bombril. E aí notaram que muitas celebridades de olhinhos puxados sempre apareciam com a pele impecável, e claro, quiseram saber a fonte do segredo: genética, alimentação, clima? Pode ser. Mas o truque na manga era o tal do BB cream.

As marcas mais populares na Ásia são Missha, The Face Shop, Lioele, Skin79, Skin Food, entre outros. Marcas mais famosas mundialmente entraram no embalo dos BB creams: Lancôme, Maybelline, Clinique, são algumas das marcas que comercializam suas próprias versões do creme, por enquanto, somente na Ásia. E então, como escolher?

Eu optei por uma das poucas marcas que encontrei informações em inglês, a maioria somente em coreano mesmo. A Skin79 possui até um site em inglês, e se denomina a marca #1 em BB creams do mercado. Como eles têm várias opções de cremes, fui na mais comum e genérica, a Hot Pink Super+, que promete função 10 em 1: clareamento, melhora das rugas e linhas de expressão, controle da oleosidade, hidratação, proteção UV, proteção e nutrição para a pele. Não sei onde estão as outras duas, isso é o que diz no site. #contagemfail

Uma amiga foi à Coréia esses dias e trouxe o produto (obrigada, Dai!), que não é exatamente fácil de achar por aqui, já que a maioria são marcas coreanas. Eu ia encomendar o produto no eBay, onde é possível encontrar vários vendedores que enviam para o Brasil.

A embalagem é super bonitinha, né? São 40g nesse sistema de válvula, que é super fácil de controlar a quantidade do produto.

E o que existe nessa fórmula milagrosa? São vários ingredientes que resultam neste produto incrível:

O creme é um bege acinzentado, que olhando à primeira vista, parece que não vai combinar nada com o tom de pele. Ele foi desenvolvido para a pele oriental, e mesmo eu sendo representante tabajara (não como sashimi u.u), pode parecer meio suspeito, mas ele não alterou em nada meu tom de pele. Li que para pele negra não funcionou muito bem, mas a Marina do Coisas de Diva, que parece ser bem branquinha, disse que o produto também combinou com o tom de pele dela. Então é meio que na sorte.

O efeito é incrível: deu uma aparência super natural na pele, sem brilho, e sem deixar totalmente matte. Sequinho, mas realmente bem natural. Essa semana eu estava com a pele bem vermelha embaixo dos olhos por causa do frio, e ele tirou esse vermelhidão, uniformizando a pele, como se fosse uma base. Aliás, essa semana que passou, eu não usei nada além dele: nada de Studio Fix, nada de base, nadica de nada. Minha mãe achou que eu tinha passado pó, de tão sequinha que a minha pele estava. E o melhor: ficou assim o DIA TODO! Desde às 6:30 da matina até às 23:00. Tudo bem que não está fazendo calor, mas sempre no final do dia a pele fica mais oleosa. Vamos ver como será no verão.

E pra não haver dúvidas que ele altera o tom da pele, depois de lavar o rosto, passei o tônico e ele saiu limpo! Sem nenhuma corzinha, como sai quando passo base ou mesmo o Studio Fix, só a poluição do dia todo.

A pele fica sedosa, lisinha, como após o uso de um primer. A consistência do creme é bem grossa, mas um pouquinho é suficiente para o rosto, basta espalhar bem. E como a textura é grossa, preferi passar com os dedos mesmo, e precisa espalhar bem pra não acumular excessos.

Minha pele é mista para seca, mais oleosa na zona T e se adaptou muito bem ao creme. Não dá vontade de usar mais nada! Ele tem um leve cheiro de base + protetor solar, mas é só na hora da aplicação.

A única coisa que me preocupou, é que não achei nenhuma informação se o produto é não-comedogênico. Ele não é dos mais leves no rosto, a sensação que tive ao usar o produto é um pouco semelhante ao de um protetor solar.

A idéia do produto também é que diminua as chances de rugas com o uso contínuo do produto, e já que é melhor prevenir do que remediar, vou acreditar que é um bom investimento neste quesito. Quanto aos outros, já sou fã do produto.

Também ganhei um kit da Skin79 com 4 miniaturas dos BB creams da marca:

Vou testar cada uma das versões e conto pra vocês.

Um dos produtos mais legais que experimentei nos últimos tempos!

Onde comprar: não chore achando que vai ter que viajar para o outro lado do mundo, não. O eBay encurta seu caminho até o BB cream. Dê uma boa fuçada por lá, porque existe uma infinidade de BB creams. Avalie também o vendedor, porque já li a respeito de BB creams da Skin79 falsificados por aí. Escolham vendedores que tenham boa pontuação! Ainda não procurei, mas talvez existam lojas na Liberdade que vendam, vale a pena dar uma procurada.

O review:

  • Embalagem: 5/5 bem funcional, fácil de controlar a quantidade, o sistema de bomba à vácuo não vai sobrar nada pra contar história.
  • Aplicação: 4/5 consistência não é das mais fáceis de passar.
  • Valor: 4/5 achei o valor razoável pelas suas múltiplas funções, se for comparar a um preço de base, por exemplo
  • Qualidade: 9/10

Nota Geral: A

Resenha: Creme Active 30+ O Boticário

16 jun

Há algum tempo eu estava de olho em algum creme para a região dos olhos (han han?), mas era difícil decidir com tantas opções. E eis que um dia entrei numa Boticário e decidi.

O Creme Redutor de Sinais para Área dos Olhos faz parte da linha Active, que tem produtos destinados corretamente para cada fase da vida. O creme em questão faz parte do Active 30+, para prevenção de sinais e correção de pequenas linhas. Apesar de ter ficado mais experiente este mês, ainda não sou uma balzaquiana, mas segundo as consultoras da loja, não é preciso ter exatamente 30 anos pra usar o produto, por suas propriedades hidratantes, iria servir pra mim. Então vamos lá, acho que mal não iria fazer, né?

A indicação do produto é para olheiras, bolsas e rugas ao redor dos olhos. Eu não tenho nada disso além das olheiras que já fazem parte da minha personalidade, hehe.

Por causa do frio, essa região dos olhos está mais ressecada do que de costume, então era de se esperar que o creme melhorasse pelo menos neste quesito, a hidratação. Comecei usar há mais ou menos um mês, e não senti diferença nas olheiras. Esperava mais resultados porque o produto prometia:

  • Resultado imediato: 72% disfarce e suavização de pequenas imperfeições;
  • 7 dias: 90% aumento da hidratação, 87% melhora da aparência geral da pele, 75% bolsas e olheiras atenuadas;
  • Após 28 dias: 83% aumento firmeza, 83% suavização das olheiras, 85% melhora das rugas e bolsas.
Isso num percentual de 64%. Números bonitos, não? Por isso esperei uma melhorada nas olheiras, mas pelo jeito estou dentro dos 36%. 😦
Então falemos da hidratação. Realmente ajudou bem nesse frio, passo todos os dias, de manhã e à noite. Um pouquinho basta, ele é bem econômico. Diz que possui ativos hidratantes que garantem hidratação 24h, e notei que durante o dia essa região realmente se mantém hidratada. Mas não é uma Brastemp.
Resumindo, o produto tem muita informação sobre isso e aquilo, mas talvez porque não seja totalmente adequado pra minha idade, não fez grandes maravilhas. Mas como olheira não é bem quesito de idade, esperei melhoras, até porque eu sei que minhas olheiras não são genéticas, e sim adquiridas. Muita coisa contribui para elas existirem, mas esperava resultados com o creme. Até porque foram R$ 40,90.
Em mim não rolou. Mas é bem comum né, produtos que funcionam só pra alguns.
Onde comprar: lojas O Boticário ou na loja virtual.
O review:
  • Embalagem: 4/5 não tem nada demais, mas porque os cremes para olhos são sempre em embalagens minúsculas? Apenas 15g por muito real!
  • Aplicação: 5/5 sem mistérios, absorve rapidamente na pele.
  • Valor: 2/5 achei caro, principalmente depois de usar, né. Acho que existem cremes pra só hidratar bem mais baratos no mercado.
  • Qualidade: 6/10

Nota geral: C

Alguém já testou e obteve resultados diferentes?

Resenha: Demaquilante para olhos Catharine Hill

31 maio

Todas sabemos da importância de utilizar um demaquilante adequado pra tirar todo resíduo de maquiagem, para não causar danos à nossa pele. A área dos olhos, que é tão sensível, merece um cuidado especial.

Recebi, graças à ajuda da Erika (suuuuper obrigada! =D), o demaquilante da nossa parceira Catharine Hill. É o demaquilante especial para a área dos olhos (eye cleanser). Ele é cremoso, sem álcool e sem fragrância, pra diminuir qualquer chance de reação alérgica nos olhos. Ele tem uma textura bem gostosa: é cremoso mas não é ‘pastoso’, é um intermediário entre líquido e creme.

Um dos pontos fortes dele é o tamanho: são 150 ml, o que é bastante para demaquilante para olhos, que geralmente são embalagens pequenas. Acredito que vá render bastante por causa da consistência líquida-cremosa, espalha bem no algodão.

Tem que tomar cuidado em apertar só um pouquinho, senão pode sair bastante. A embalagem facilita a dosagem do produto.

 

Bom, testei o demaquilante com os produtos mais ‘casca-grossa’ para os olhos: de delineador a sombra pretinha. O importante em um produto específico para os olhos é a capacidade de tirar esses produtos chatos sem agredir a pele.

Os vilões

Da esquerda pra direita: delineador em gel Maybelline Eye Studio, o gel liner da Coastal Scents, sombra unitária Black da NYX com primer, lápis Le Kohl Pencil da L’Oreal, lápis da NYX Black Glitter, e rímel Définicils waterproof da Lancôme. Tudo muito chato de tirar!

Passei uma porção generosa de demaquilante no algodão sobre o braço. Com uma primeira passada, ele removeu o rímel e a sombra quase de uma vez só. Os lápis e os delineadores precisaram de um pouco mais de dedicação, e aí esfreguei um pouquinho pra tentar remover tudo.

Tive que fazer um esforço pra tirar o restinho de sombra e os delineadores, principalmente o da Maybelline. Acabou que não saiu tudo, porque eu não queria forçar tanto, já que eu não farei tanta força assim nos olhos.

Testado

Não sei se dá pra ver, mas além do delineador da Maybelline, ficou um fantasma dos outros produtos, bem de leve. O produto não tirou tudo, mas também vale dizer que eu usei todos os produtos de forma um pouco mais generosa do que o comum, exatamente com a intenção de testar. Nem lavando com shampoo Johnson’s o delineador saiu.

É um produto bom e que gostei de usar. É suave mas faz o trabalho’. É um pouco oleoso, pela sua textura cremosa, então o ideal é lavar o rosto depois. O bom de se usar um produto feito para os olhos, que é a região mais sensível, é que você também pode usar no rosto inteiro, se quiser.

Vale comentar também que o produto é testado dermatologica e oftalmologicamente.

Onde comprar: aqui em São Paulo, sei que vende Catharine Hill na Ikesaki, mas o produto é vendido na Loja Virtual da marca, por R$ 52,70.

O review:

  • Embalagem: 4/5 prática e funcional, tamanho bom!
  • Aplicação: 4/5
  • Valor: 3/5 – não é dos mais baratos, mas ela quantidade achei o preço na média.
  • Qualidade: 7/10

Nota Geral: B-

 

E fiquem atentas porque vem surpresa pra vocês! =D

Creme Manteiga de Karité L’Occitane para mãos

18 abr

Um dos itens indispensáveis, que não tiro da bolsa, é meu creme para mãos da L’Occitane. Ele não tem um nome específico, acho eu – Creme Mains Peaux Seches, em francês.

Com 20% de manteiga de karité, extratos de amêndoas doces e mel, com aroma de jasmim. Essa mistura resulta em um creme de textura deliciosa, que não fica melecado, ele é bem absorvido pela pele, dando a sensação de hidratação instantânea. Eu uso todo dia, mas às vezes acabo esquecendo e ele fica largado lá na bolsa… e aí quando sinto a pele ressecando, é só passar de novo! Eu já testei muito creme pra mão, e esse é fantástico!

Também possui vitamina E, que é antioxidante, e também ajuda na nutrição. Waka waka waka, né? Como saber se essas coisas realmente funcionam, eu não sei. Mas tá escrito na embalagem, a gente conta.

Las lojas da L’Occitane você encontra dois tamanhos, o de 150 ml, um tubão que dura uma eternidade – juro, ele já tá há mais de um ano na minha bolsa e ainda tem creme. E pra quem não quiser carregar um tubão como eu, tem o tubinho de 30 ml, bem mais prático, né?

Ele tem um cheirinho bem gostoso e agradável, nada muito forte.

Agora, o que é forte, é a emoção em relação ao preço: pela embalagem de 150 ml, você desembolsa R$ 98,00. Já o de 30 ml sai a R$ 37,00. E ainda assim, é um best seller da marca…

Como eu disse, o ponto positivo é que ele rende bastante, a textura é grossa mas você consegue espalhar bem nas mãos sem ter que gastar muito. Mas confesso que só tive coragem de comprar porque meu irmão comprou direto da fonte, onde é mais barato. Produto importado no Brasil, não tem jeito: é sempre caro.

Onde comprar: nas lojas L’Occitane, no site você pode localizar a loja mais próxima, ou ainda online no site. Ou anota na lista de to do’s da próxima viagem!

O review:

  • Embalagem: 3/5 (a embalagem de alumínio não é das mais práticas – me lembra aqueles tubos de pasta de dente terríveis de antigamente, que a gente tinha que espremer e torcer pra aproveitar o produto… se com pasta de dente que era barato era assim, imagina com esse creme?)
  • Aplicação: 5/5
  • Valor: 2/5 (no Brasil, é muito caro e você encontra cremes alternativos muito bons também. Um com embalagem gêmea é o da Natura e tem vários aromas diferentes, e  mais em conta.)
  • Qualidade: 9/10

Nota geral: B

Roer unhas, um mal desnecessário

11 mar

Meninas,

A correria está matando! Mas hoje passei por aqui para falar rapidamente sobre unhas.

Essa semana eu vi mulheres roendo compulsivamente o dedo, nem era mais a unha, no metrô. As mãos dessas cidadãs eram horríveis, repulsivas. E a coisa não parou na mão. Pé também.

Gente, não tem coisa mais nojenta de roer unha, principalmente depois de você se segurar em um transporte público e depois colocar a mão na boca. No way beee! As pessoas suam nas mãos, infectam os locais com bactérias, vão ao banheiro na rua e não lavam as mãos…….não, vamos parar por aqui. Acho que já entederam o recado. Só de pensar já é um ótimo argumento para parar com essa mania, não?!

Por mais que a gente fale, “menina, toma vergonha na cara e deixa a unha crescer”, não deve ser fácil.  A mania de roer unhas é conhecida como onicofagia. É um hábito que muitas pessoas desenvolvem desde crianças.

Já ouvi falar de um esmalte que deixa um sabor amargo nas unhas. Pode ser um bom começo, mas não achei nada sobre isso para dizer marca e preço certinho.

Eu ainda acho que deixar a mão sempre bonita, bem feita, e de preferência com esmalte escuro, é um grande incentivo. Ou até mesmo, unha de porcelana e outras tecnologias que existem no mercado para ajudar nesse processo. Acho que dá pra pensar duas vezes antes de destruir um visual bonito.

E meninas, com o ato de roer, não é só as unhas que ficam feias, afeta a saúdade da nossa boquinha e do nosso estômago também. Isso também vale para você que chegou até o final desse post com a mão na boca! Evite!!!!

É isso meninas! Força de vontade! Porque unha feia é over!

Acetona vs Removedor de Esmalte

28 dez

Muita gente nem se dá conta ao comprar, se está levando acetona ou removedor de esmalte. Ou se existe diferença entre eles. Os dois tiram esmalte, certo? Mas sim, há diferenças!

 

Eu sempre usei o que tinha em casa, muitas vezes sem saber qual dos dois eu estava usando. Contanto que tirasse o esmalte, né?

Mas vocês já notaram que, quando fica aquele esbranquiçado nas unhas após tirar o esmalte, se você usou acetona ou removedor? E esse esbranquiçado irrita! Dá impressão que o produto não funciona, você não consegue ver se saiu tudo direitinho e acha que ainda tá sujo. E sobre unhas enfraquecidas, será que tem relação?

 

Acetona VS Removedor de Esmaltes

A acetona tem aquele cheiro forte característico, embora existam algumas marcas que já são inodoros, como o Expert Touch da OPI. Mas é gringo, e convenhamos que não dá pra gastar com produto importado um item tão básico.

Além do cheiro, a acetona resseca a pele e a cutícula, o que dá pra ver logo depois de usar o produto. E sabe aquele esbranquiçado chato que falei? Tanam! Coisa da acetona. O que não é tão visível e às vezes a gente nem se dá conta, é que a acetona também enfraquece as unhas a longo prazo. Imaginem que o mesmo produto, ainda que em concentrações diferentes, é usado no mercado como solvente também de tintas e vernizes.

Eu tenho as unhas enfraquecidas, e daqui em diante vou abandonar a acetona e aviso se notar alguma diferença. Sem falar nas minhas pobres cutículas, né? Quem sabe assim o SOS Cutículas funciona direito!

 

Já o removedor de esmalte, não contém acetona em sua fórmula, o que evita o ressecamento e o enfraquecimento das unhas. Geralmente têm um cheiro mais agradável e suave também. Os removedores possuem emolientes e óleos em sua fórmula, ajudando na hidratação. Também possuem uma boa gama de produtos à venda no mercado, podem sair um pouquinho mais caros, e demoram mais pra remover o esmalte, no geral.

 

Posto isso, dá pra chegar facilmente à conclusão que o removedor de esmalte compensa muito mais. Até porque saúde não tem preço. Ele é um produto mais caro, mas não é nada absurdo e é em prol da saúde das unhas, né?

 

Bom, vou fazer minhas experiência e conto pra vocês mais pra frente. Enquanto isso, por que vocês não contam pra gente o que vocês usam e se faz diferença? 😉