Tag Archives: pele sensível

Resenha: Demaquilante para olhos Catharine Hill

31 maio

Todas sabemos da importância de utilizar um demaquilante adequado pra tirar todo resíduo de maquiagem, para não causar danos à nossa pele. A área dos olhos, que é tão sensível, merece um cuidado especial.

Recebi, graças à ajuda da Erika (suuuuper obrigada! =D), o demaquilante da nossa parceira Catharine Hill. É o demaquilante especial para a área dos olhos (eye cleanser). Ele é cremoso, sem álcool e sem fragrância, pra diminuir qualquer chance de reação alérgica nos olhos. Ele tem uma textura bem gostosa: é cremoso mas não é ‘pastoso’, é um intermediário entre líquido e creme.

Um dos pontos fortes dele é o tamanho: são 150 ml, o que é bastante para demaquilante para olhos, que geralmente são embalagens pequenas. Acredito que vá render bastante por causa da consistência líquida-cremosa, espalha bem no algodão.

Tem que tomar cuidado em apertar só um pouquinho, senão pode sair bastante. A embalagem facilita a dosagem do produto.

 

Bom, testei o demaquilante com os produtos mais ‘casca-grossa’ para os olhos: de delineador a sombra pretinha. O importante em um produto específico para os olhos é a capacidade de tirar esses produtos chatos sem agredir a pele.

Os vilões

Da esquerda pra direita: delineador em gel Maybelline Eye Studio, o gel liner da Coastal Scents, sombra unitária Black da NYX com primer, lápis Le Kohl Pencil da L’Oreal, lápis da NYX Black Glitter, e rímel Définicils waterproof da Lancôme. Tudo muito chato de tirar!

Passei uma porção generosa de demaquilante no algodão sobre o braço. Com uma primeira passada, ele removeu o rímel e a sombra quase de uma vez só. Os lápis e os delineadores precisaram de um pouco mais de dedicação, e aí esfreguei um pouquinho pra tentar remover tudo.

Tive que fazer um esforço pra tirar o restinho de sombra e os delineadores, principalmente o da Maybelline. Acabou que não saiu tudo, porque eu não queria forçar tanto, já que eu não farei tanta força assim nos olhos.

Testado

Não sei se dá pra ver, mas além do delineador da Maybelline, ficou um fantasma dos outros produtos, bem de leve. O produto não tirou tudo, mas também vale dizer que eu usei todos os produtos de forma um pouco mais generosa do que o comum, exatamente com a intenção de testar. Nem lavando com shampoo Johnson’s o delineador saiu.

É um produto bom e que gostei de usar. É suave mas faz o trabalho’. É um pouco oleoso, pela sua textura cremosa, então o ideal é lavar o rosto depois. O bom de se usar um produto feito para os olhos, que é a região mais sensível, é que você também pode usar no rosto inteiro, se quiser.

Vale comentar também que o produto é testado dermatologica e oftalmologicamente.

Onde comprar: aqui em São Paulo, sei que vende Catharine Hill na Ikesaki, mas o produto é vendido na Loja Virtual da marca, por R$ 52,70.

O review:

  • Embalagem: 4/5 prática e funcional, tamanho bom!
  • Aplicação: 4/5
  • Valor: 3/5 – não é dos mais baratos, mas ela quantidade achei o preço na média.
  • Qualidade: 7/10

Nota Geral: B-

 

E fiquem atentas porque vem surpresa pra vocês! =D

Anúncios

Novas aquisições: Contém 1g

26 ago

Hi girls!

Muitas comprinhas nessas últimas semanas em que minha mãe estava de férias. Compramos Avon e Contém 1g.

Mostrarei neste post somente as aquisições da Contém 1g até para explicar cada produto direitinho para vocês.

Quando minha mãe fizer um make bacana, mostro aqui a aplicação dos produtos dela. Sobre eles, vou falar por cima do que vi no teste nas lojas.

Minha mãe:

Duo perfect para sobrancelhas

Segundo a vendedora, o produto corrige, desenha e dá um efeito natural nas sobrancelhas.

Com duas tonalidades de sombras compactas, perfeita (mais escura) e natural, suas texturas são finas e a aplicação é bem uniforme, com boa aderência.

O estojinho e super prático e muito bonito, com espelho interno e aplicador que quebra um bom galho: de um lado o pincel chanfrado para desenhar e preencher as sobrancelhas e, do outro, uma esponja flocada para uniformizar o tom.

 

 Corretivo líquido

É um vidrinho com 6 ml na cor pele. Em sua composição, derivados de Maracujá e Vitamina E. Ele absorve bem, tem um toque bem sequinho e disfarça as manchinhas da pele de forma bem natural. Além disso, dura bem na pele.

Segundo a vendedora, ele tem uma tecnologia inovadora com microesferas especiais para efeito de disfarce óptico.

Amanda G:

Cream powder duo base

Eu já usava essa base e na verdade comprei somente o refil, na cor Vanilla.

Até no calor de matar, o produto dura bastante na pele e tem fórmula hidratante. É indicado para todos os tipos de pele.
É uma espécie de base, corretivo e pó em um só produto. Eu tinha um certo preconceito com esses produtos 2 em 1, 3 em 1, mas desse eu gostei e acho super prático.

Ele dá um acabamento mate e aveludado na pele, tem boa cobertura e a aplicação é boa. Usando direitinho e espalhando bem, o cream powder dura muito.

O único ponto negativo é que ele não tem protetor solar. A linha da Contém 1 g até tem esse mesmo cream com filtro solar 15, mas as opções de cores são apenas três e, nem sempre casa com o tipo de pele.

Demaquilante bifásico

Eu já usava esse demaquilante antes, porque como sou repleta de alergias, foi um dos poucos que não irritou minha área dos olhos.
Ele é à base de silicone, livre de óleo e remove a maquiagem pesada e à prova d’água. Não preciso esfregar hororres para tirar o make dos olhos e ele deixa a pele bem sequinha. O meu durou muito e o investimento vale super a pena, R$35.

Higienizador de pincéis

Pincel acumula muita bactéria e resíduo e, por essa razão, precisa sempre ser higienizado, como já falei aqui no blog. Ainda não testei esse produto da marca, mas recebi boas recomendações sobre ele. De acordo com a vendedora, ele limpa e retira o acúmulo de maquiagem dos pincéis com praticidade e sem danificá-los.

Por essa razão, ele pode aplicado diariamente ou sempre que for fazer a limpeza dos meus pincéis. Limpeza profunda é recomendado pelo menos uma vez ao mês ou, para quem usa muito, a cada 15 dias.

O colorido mundo dos vidrinhos: alergias

19 jul

Hey girls! =)

Vamos falar de esmaltes hoje? Esses vidrinhos cheios de cor que enfeitam nossas unhas, além de proteger e fortalecê-las. Quem resiste à uma corzinha nas unhas, mesmo que seja só uma base cor de rosa?

Infelizmente o que algumas pessoas não sabem, é que essas maravilhas também podem causar alergias, e esse é principal assunto de hoje.

Estima-se que 10% da população sofra de reações alérgicas ao esmalte.

O que me motivou a escrever é que eu mesma tenho alergia, e só fui descobrir muito tempo depois. As alergias são bem específicas, e as manifestações variam de pessoa pra pessoa.

Pra mim por exemplo, é através do contato da unha com a pele, principalmente do rosto, que causa alergia, que é a dermatite de contato. Causa uma coceira em volta dos olhos, vermelhidão e inchaço. Em mim se restringe a isso, mas para algumas pessoas vai muito além: basta passar o esmalte para a coceira se espalhar dos dedos, para as mãos, rosto e pescoço. Nos pés, não tenho problema algum, enquanto algumas pessoas não podem de jeito nenhum.

O que causa a alergia ao esmalte são seus componentes que auxiliam a sua aderência e  durabilidade, o formaldeído; o tolueno, que é um solvente presente desde sempre nos esmaltes (barato), e a mica, um pigmento próprio de esmaltes cintilantes e perolados. A mica também está presente em algumas maquiagens, principalmente em sombras.

O interessante é que o formaldeído e o tolueno são substâncias proibidas nos EUA e na Europa, por serem considerados prejudiciais à saúde. Houve boatos de que logo logo a Anvisa iria proibir essas substâncias também aqui no Brasil, o que me animou já que eu poderia comprar qualquer esmalte sem ter que ler a composição nas letras miúdas dos vidrinhos, mas checando o site da Anvisa, não há nenhuma proibição em vista. Há um projeto de lei em andamento, para banir definitivamente o formaldeído da composição de produtos de higiene pessoal e cosméticos, devido ao seu potencial tóxico. Vale lembrar que o formaldeído é/era composição das escovas progressivas, que já deu muito o que falar, por literalmente descabelar muita gente, sem falar em situações mais graves.

ALTERNATIVAS


No Brasil encontramos marcas nacionais livres dessas substâncias, como os da marca Argento, cujo preço é de um esmalte normal, cerca de R$ 3,50, e marcas como Risqué e Impala que possuem linha própria de esmaltes hipoalergênicos, mas o preço é mais alto, por volta de R$ 9,00. O problema é a variedade de cores: geralmente as cores variam do branquinho leite de côco ao vinho, cores básicas e sem criatividade. E talvez pelos seus componentes, esses esmaltes costumam lascar mais e durar bem menos que os esmaltes normais.

Este é um dos vermelhos da linha da Argento – no vidro! Quase nunca usei, a cor não me agrada. O que está nas minhas unhas é o Armadilha Rosa da linha Penélope Charmosa da Risqué, um dos meus rosas prediletos do momento.

Há também a opção de procurar pelos esmaltes importados, já que eles não possuem essas substâncias, podendo desembolsar a partir de R$ 30.00, pelo da Revlon, por exemplo. Há muito tempo, quando a Maybelline apareceu no Brasil, comprei um esmalte da linha e realmente não me deu alergia.

Mas se você é extremamente alérgica, é recomendado fazer um teste de toque junto ao dermatologista, para descobrir quais são as substâncias específicas que você é alérgica. Pode ser que você tenha alergia mesmo utilizando esses esmaltes hipoalergênicos.

Outra alternativa, que é a que funciona pra mim, é passar uma camada de base hipoalergênica, depois o esmalte comum, quantas camadas forem necessárias, e depois a base incolor hipoalergênica por cima, vedando o esmalte que me causa alergia. Costuma funcionar sem problemas, contanto que eu não fique coçando muito os olhos, mas isso depende de pessoa pra pessoa. O ideal mesmo é verificar com seu dermatologista qual é a melhor opção pra você.

Eu viveria em um mundo bem menos rosa sem minha base hipoalergênica.

Lembro de ter ficado muito triste quando descobri que era alérgica a esmalte, afinal o tratamento para alergias em geral é eliminar o agente agressor. Mas ainda bem que sempre há alternativas, do contrário hoje eu não teria levado 5 esmaltes rosa ao passar na farmácia e ver promo de baciada, hehehe. =)

Se você tem outras dicas e recomendações sobre alergias à esmalte, escreva pra nós!

Cuidando da pele

11 jul
Não adianta nada tanta maquiagem se não temos uma pele bem cuidada. Às vezes são tantos produtos, tantos detalhes, primer pra isso, primer praquilo, base aqui, corretivo ali, que esquecemos da importância de conservar a saúde da nossa pele, principalmente do rosto que é uma área super sensível. A rotina do dia-a-dia, a poluição, o stress, sol, entre outros fatores, castigam muito a nossa pele.  Todo cuidado é pouco.
Muito se lê por aí sobre cuidados com a pele, então vou tentar resumir e pegar um pouco de cada do que é importante e faz diferença no tratamento da pele.

Mas antes de mais nada, lembre-se sempre de consultar um dermatologista de confiança e ter uma orientação profissional (dr. Google não vale, viu?), porque cada caso é um caso. Eu tenho a pele extremamente sensível, e não é qualquer produto que me faz bem. Por isso, nada melhor do que ter uma consulta personalizada.

Pele Limpa

É essencial limpar muito bem a pele, removendo as células cutâneas mortas, impurezas e mesmo maquiagem.
A limpeza da pele pode ser feita através de sabonetes específicos para rosto, de acordo com sua pele. Isso é muito importante, porque além de limpar, você vai sentir sua pele hidratada. Nas farmácias encontramos marcas ótimas com essa finalidade, como L’Oreal, Nivea, Neutrogena, Johnson & Johnson, enfim, poderia citar várias.
Se você não tem nenhuma restrição, escolha uma marca que seja do seu gosto e siga a orientação da embalagem, se sua pele é seca, oleosa ou mista. A variedade de produtos é um ponto a nosso favor – não se adaptou a um produto, parta pra outro.
Se mesmo depois de testar alguns produtos sua pele não fica bem hidratada e saudável, talvez você precise de um sabonete específico feito em farmácias de manipulação receitada pelo seu dermato.
Eu uso o Nivea Visage Young ‘Wash Off!‘, que não obstrui os poros (não comedogênico), e ajuda a remover a maquiagem. Na nécessaire, tenho uma bisnaga da Estée Lauder ‘Perfect Clear’, porque com a poluição e correria do dia-a-dia, não dá pra lavar o rosto só 2x ao dia. Vale também carregar aqueles papéis de remover oleosidade como o NYX Blotting Paper ou o Blot Film da M.A.C, que parece um papel manteiga bem fininho, que por incrível que pareça, faz diferença. Ele absorve a oleosidade da pele e o brilho excessivo, e fica parecendo um papel absorvente de fritura ( iiiewww!). Eu ainda não testei esses dois, mas comprei um nas populares lojas de ‘1,99’ do Japão (as famosas quebra galho hyaku yen shops! Faz uma falta =/), e funciona.
Nunca pesquisei, mas deve ter na Liberdade em SP pra vender, e com certeza vai ser mais barato que as duas marcas acima. Não é algo essencial que valha a pena gastar dinheiro, só um “plus a mais”.
Após lavar  o rosto, utilizar um tônico adstringente para fechar os poros, se sua pele for oleosa ou mista; se sua pele for seca, utilize uma loção tônica hidratante, do contrário sua pele ficará ainda mais ressecada.

Proteção da Pele e Hidratação

Pela manhã, não importa se o tempo está nublado, use sempre um filtro solar com FPS 15, no mínimo, e vale também para todas as partes do corpo que ficarão em contato com a luz, mesmo a artificial. Vale também cremes hidratantes que possuem filtro solar.

Parece muita coisa, mas é importantíssimo começar o dia com filtro solar e hidratante. Aí vai da sua preferência e adequar à sua pele. O sol podem trazer ressecamento e manchas indesejáveis, além de envelhecimento precoce.

Preparando para Maquiagem

Esse passo varia muito de acordo com sua maquiagem.

Para o dia-a-dia, eu particularmente só uso meu Studio Fix da M.A.C, que é um pó+base. Mas neste passo, utilizamos os primers.

Os primers para face geralmente são líquidos, que deve ser espalhado antes da base de forma homogênea, como se fosse um creme mesmo. Ele ajuda a fechar os poros, controla brilho e oleosidade, alguns prometem agentes antioxidantes. São os bem falados Prep+Prime da M.A.C, mas marcas como Contém 1g, Clinique e Mary Kay, pra citar algumas, também têm.

Prep + Prime FPS 50 da M.A.C

Os primers para olhos, como já foi citado aqui, servem para aumentar a fixação e potencializar as cores das sombras. Dá uma boa diferença na hora de usar sombras que não são muito pigmentadas, sem precisar dar várias pinceladas, e ajudam a diminuir rugas desnecessárias nas pálpebras. Em bastão, líquido, creme, existem várias marcas como NYX, O Boticário, M.A.C, Contém 1g, Lancôme.

Há também os primers de lábios, que ajudam a hidratar e diminuir linhas, deixando os lábios macios, principalmente nessa época do ano que o frio aumenta o ressecamento dos lábios. Veja aqui outras dicas.

Outro fator importante é também o movimento que se faz ao passar os cremes. Use tudo de forma suave, sem esfregar.

Na testa – de baixo para cima;

Olhos e maçãs do rosto – do meio em direção à orelha;

Queixo e pescoço – no queixo, subir em direção às bochechas; do pescoço, em direção ao colo.

Ao final do dia, o processo de limpeza deve ser repetido, além de usar um removedor de maquiagem, para o rosto e um específico para os olhos. Dormir de maquiagem envelhece, portanto todo o processo de fazer um make é tão importante quanto removê-lo. Não se engane – não há maquiagem milagrosa que não causa danos à pele, mesmo as tão faladas minerais. A maquiagem não deixa a pele respirar, tornando-a oleosa, e fazendo-a perder sua viscosidade natural.

Lembre-se também de outros cuidados para uma pele saudável, como alimentação adequada, hidratação com muito líquido e claro, ter outros hábitos saudáveis como prática de esportes e tudo que envolve a boa saúde, como dar boas gargalhadas. =D

Review – Clinique Lash Power Mascara Long Wearing Formula

2 jul

Hey meninas! =D

Bom, hoje vamos falar de um dos meus rímeis prediletos. Pra começar, vou explicar porque ele é o eleito da vez, o Lash Power Mascara Long Wear Formula da Clinique.

Eu praticamente não uso muita maquiagem, mas um rímel de vez em quando é bom. Tenho alguns problemas de alergia, então tenho cuidado redobrado na hora de comprar maquiagem. Ainda tenho um fator complicador: uso lentes de contato, e por mais que a maioria dos rímeis venha impresso ‘testado por oftalmologistas’, nem sempre é significado de zero problemas. Não basta tudo isso, meus cílios do canto do olho (para o meio do rosto) são curvados para dentro, então se passo um pouco de rímel ali, é claro que vai entrar em contato com o olho. Algumas marcas me fazem ver pontos pretos, e quando tiro a lente pra limpar, vejo várias manchinhas. Não bom!

Os rímeis da Clinique nunca me deram problemas quanto a isso. Bem, é uma marca diferenciada, voltada para linha exclusivamente hipoalergênica. Vai além disso, todos os produtos são produzidos sem nenhum agente alérgico, que pra eles é diferente de ser hipoalergênico. Pra quem tem a pele muito sensível, às vezes pode encontrar problema em algum produto e achar que é propaganda enganosa, mas de fato, como o próprio nome diz, hipoalergênico só vai diminuir a chance de dar alguma reação.

Bem, o que ele promete?

A Clinique tem uma linha de uns 10 rímeis, e às vezes são tantos diferenciais que não sabemos por onde começar. Eu meio que escolhi a dedo, porque sabia que qualquer um desses seria muito bom, mas o rímel em questão oferece alta fixação do produto, 24 horas de uso sem problemas. Bem, apliquei hoje de manhã às 7:00 e tirei somente às 22:00. Ele ainda estava intacto, isso que eu vivo com a mão nos olhos. Apesar de não ser à prova d’água, diz ser à prova de chuva, suor, umidade e mesmo se você chorar! E ao mesmo tempo, ela sai quase toda ao lavar o rosto. A premissa é que o produto seja facilmente removido em água morna. Realmente, no banho ele sai e até esqueço que estava usando. Mas geralmente uso o sabonete líquido da Nivea que remove também maquiagem, e sai com facilidade. Claro que depois preciso passar um demaquilante específico para olhos (assunto para outro post!), mas nada que você precise arrancar os cílios juntos pra não virar um panda no dia seguinte! =)

O pincel dele é pequeno e fácil de manusear, permitindo alcance aos cílios mais curtinhos. Ele realmente alonga, mas não engrossa muito os cílios, então volume não é o ponto forte. Mas é para um visual mais clean e para o dia-a-dia, nada muito carregado, fica com aspecto bem natural. E o melhor de tudo, ele não amontoa os cílios, uma passada só e já se vê uma boa diferença.

Aqui, uma foto do brush:

Apesar da validade de um rímel variar de 3 a 6 meses, o meu tem durado mais porque não uso todo dia e costumo variar também. Não é bom que um rímel dure muito tempo no seu estojo, porque ele acumula bactérias – o vidro escuro só favorece a cultura de bactérias lá dentro, e o vai-e-vém do pincel pra dentro leva ar pro tubo, o que também ajuda a criar um meio de cultura de bactérias.

Deve-se tomar muito cuidado com a região dos olhos, além de ser mais sensível, a mucosa dos olhos é mais permeável e suscetível a infecções.

A Clinique têm se expandido no Brasil, com abertura de lojas próprias, além de continuar vendendo em lojas de maquiagem. Só o preço continua não muito acessível rs, mas é um produto importado, e a gente sabe que sempre sai mais caro. E de qualidade também! =D

No site em português, você encontra informações sobre produtos, onde encontrá-los, e até mesmo fazer uma breve análise de pele. Pela Sack’s você consegue adquirir os produtos sem sair de casa.